Problemas e lesões

A artroscopia é o método indicado para tratar lesões nas articulações. Por meio de um equipamento chamado artroscópio, o médico ortopedista pode olhar com exatidão as estruturas de dentro das articulações e repará-las. A artroscopia é realizada em qualquer articulação, mas é mais comum para tratar joelhos e ombros.

A bursite é uma inflamação na bursa: pequena bolsa que tem a função de reduzir o atrito entre duas superfícies em movimento. Com medicamentos, fisioterapia e nos casos mais graves, cirurgia, é possível reverter o caso.

A instabilidade patelar ocorre quando existe um mau alinhamento no aparelho extensor. Porém, com o tratamento médico, seja conservador ou cirúrgico, é possível corrigir a alteração.

A tendinite da pata de ganso é uma lesão que ocorre em corredores, causando dor no joelho. Com fisioterapia e reeducação da pisada, é possível corrigir o problema.

A tendinite calcária é a calcificação que ocorre no tendão, geralmente em regiões como ombro e no tornozelo. O tratamento é feito como medicamentos anti-inflamatórios, corticoides e fisioterapia. Já a cirurgia artroscópica é realizada apenas nos casos mais graves.   

A epicondilite medial é uma patologia rara: atingindo apenas 1% da população. Ainda assim, é capaz de causar desconforto e incômodo, por inflamar e a degenerar os tendões flexores e pronadores do punho. O tratamento é feito com medicamentos anti-inflamatórios e fisioterapia e, nos casos mais graves, cirurgia.  

A artrose do joelho é uma patologia conhecida por desgastar e causar frouxidão nas articulações locais, causando dor no joelho e um desconforto intenso ao paciente. Ela pode ser tratada de maneira conservadora, com medicamentos e sessões de fisioterapia, ou com cirurgia.